terça-feira, 8 de setembro de 2015

qual o sentido da vida??

Há coisas que dá-mos valor quando as perdemos. Neste caso, eu dava valor, mesmo que toda a gente, inclusive essa pessoa, achasse que não!

Não sei explicar, era uma amizade como nunca tive, alguém que me dava amor, atenção e acima de tudo estava sempre lá, mesmo longe estava lá...
Um dia perdeu-se, ficou para trás... a sua esperança perdeu-se ali, no momento em que percebeu tudo errado..
Era o meu melhor amigo, nunca o considerei mais do que isso, apesar de que às vezes repreendia-me por nunca conseguir retribuir o que ele sempre me deu.

Hoje, já não falamos há uns 2 anos. Parece faltar uma parte de mim, algo que adormeceu no tempo.
Nunca percebi a razão pelo qual ele me "deixou", julgo que se apercebeu que realmente nunca iria dar nada em concreto. Mas o que me disse é que não fui sincera com ele, e isso ele está errado.

Tenho tantas saudades dele, que ele nem imagina. Era o meu porto de abrigo e agora já não o tenho.
A minha intenção nunca foi usá-lo nem nada do que possa parecer. Sempre o respeitei, a minha intenção sempre foi o não magoar e poupa-lo do que poderia existir uma relação sem ser com ele... e isto sim, ele nunca aceitou que o fizesse, não percebendo que era mesmo só para não o magoar...

Deixa-me muito triste quando penso que já não existe o que existia. Apenas existe uma grande saudade....

domingo, 8 de fevereiro de 2015

É difícil encontrar o amor ou que o amor te encontre?

Acho que não procure ninguém em concreto! Procuro sim a felicidade, diariamente! 
Todos os dias estou/sou insatisfeita, inconstante... acho que procuro o amor de todos, de toda a gente (amigos, família, um sapo que vira príncipe). Não um amor em concreto!
Procuro um significado da minha existência, uma forma de vida, uma forma de estar na vida... se está correto ou não agir dessa forma, não sei! Mas procuro a felicidade! Há dias em que me deixo envolver em momentos que levam à felicidade, pois a felicidade e construída de momentos, dizem os sábios. Se estão corretos ou não, não sei. 
Mas tento aproveitar todos esses momentos para que um dia conquiste um único momento e me deixe ser feliz!

Boa noite!


segunda-feira, 27 de outubro de 2014

# Forever#

https://www.youtube.com/watch?v=pHzAVDg4m1Q#t=54



Não sei por quanto tempo, nem sei se haverá tempo.
Haverá um "Para sempre"?


domingo, 5 de outubro de 2014

feelings

São sentimentos confusos que pairam na minha cabeça...
Sentimentos que me sufocam e me impedem de respirar!
Uma confusão que assombra as minhas noites, que não me deixa dormir pacificamente.
É tão confuso, que se torna difícil explicar e quem ouve entender...

Neste momento, não sei o que quero e o que é mais importante para mim..
Tudo de repente deixou de fazer sentido... impede que eu me sinta feliz...

Já nem sei o que pensar ou o que sentir...

É TUDO TÃO CONFUSO... sem razão !!

:(

domingo, 14 de setembro de 2014

Medo ...

É difícil explicar o que sinto, neste momento.
Há um aperto dentro de mim, um aperto que sufoca a alma.
Há uma tristeza dentro de mim inexplicável, que me faz parar no tempo e perder o tempo..,
É inacreditável o que sinto, sendo que tenho tudo, tudo que leva qualquer pessoa a sentir-se feliz.
Mas, hoje, ontem e talvez amanhã não consigo sentir... sentir-me feliz!

Estou sem forças para lutar, estou sem entusiasmo para amar...
Tudo me mete medo... tudo me faz confusão e me causa tristeza.
O que é que eu posso fazer nesta escuridão?
Até viver uma paixão, se é que há paixão, me causa medo. Talvez medo de sofrer outra vez... tudo me assusta!

Viver deveria ser fácil ou pelo menos para viver não precisamos de tornar dificil...

Eu quero viver! Quero sentir a felicidade, num conjunto de momentos felizes...

Já não sei rir... apenas sorrir esforçadamente... o meu olhar transparece o vazio e hoje sinto a escuridão dentro de mim...

O que é que eu posso fazer?

... apenas viver... para chegar à felicidade.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

terça-feira, 13 de maio de 2014

"Para ser grande, sê inteiro"

Tive vontade de escrever, mas nem sei o que dizer...
Estou triste e cansada... sinto que os dias me fogem entre os dedos... Janelas abrem-se com novas oportunidades, mas as portas de entrada não vejo abrirem-se...
Sinto-me triste! Sinto-me sem forças para caminhar, estou sem forças até para chorar...
Tudo se resume ao nada, tudo se torna difícil de alcançar.
A cada dia que passa, a minha paciência ultrapassa o limite, o meu cansaço flui na pele. Depois questiono-me se toda a luta vale a pena, se todo o esforço será recompensado.
Neste momento, não consigo confiar em ninguém... não consigo estar feliz perto de ninguém... sinto-me perdida!

Será que há uma luz ao fundo do túnel? Será que não estou sózinha?

Qual será o meu caminho?


"Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive." (FERNANDO PESSOA)

domingo, 26 de janeiro de 2014

"Everything happens for a reason"...

E de repente, na tua vida, instala-se a maior confusão!

"Everything happens for a reason" eu sei! mas como vou saber se deixá-lo ir será a melhor opção? Se outro caminho será o caminho certo?

What do I do?

.....

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O meu sonho...

Nunca sabemos o que virá amanhã!
E o amanhã se calhar será tarde...

Dou por mim a pensar no quanto dou importância a coisas que não deveriam ter demasiada importância. Olho para trás, e vejo que muitas vezes caí no erro por iludir com coisas e/ou pessoas e dei-lhes demasiada importância o que fez com que errasse novamente...
Desta vez, desiludi-me com alguém que mal conhecia... as coisas avançaram muito rapidamente e eu deixei-me ir na onda... e agora? Agora, ando para aqui perdida, a pensar no quão posso ter sido burra em não me preservar, prevenir ou outro sinónimo acabado em ir... As minhas emoções foram-se emergindo à flor da pele, sentia-me feliz e uma sortuda, por achar que tinha encontrado aquela pessoa que esperavas à muito tempo... Mas, talvez, me enganei... Aguardo pelo amanhã (podendo ainda não ser tarde) para voltar ao tudo o que foi... A confusão paira na minha cabeça e a desilusão me deixe abalada...

És quem me fazia rir sozinha e quem me fez voltar a sonhar...